K'raminholas

Muitos não suportam a singularidade das palavras , todavia, elas para mim são chaves, cabe a você saber a que portas elas pertencem. Se não descobrir sozinho que cada uma delas pode abrir qualquer porta, então talvez esteja na hora de levantar a bunda gorda da cadeira e perceber como cada uma delas pode revelar o mundo ao qual você está ignorando e, consequetemente, desperdiçando, nessa poltrona de insensatez e ociosidade .

Cardápio !

sexta-feira, 22 de junho de 2012

AH! Não força Mãe!




Almoço de Domingo. Claquete 1. Tomada 2. Ação! 
- Olha ela não é a coisa mais fofa? Que bolotinha ela era não é? Coisa linda minha gordinha cheirosa.
- Mãe! Eu não sou um boliviano, não sou nenhuma bolotinha cheirosa É que ela tem senso de humor, não liguem não
- Claro que tenho meu amor, lembra daquela vez que você ...

TUMTUMTUM Acho que 11 entre 10 adolescentes - ou não - já tiveram os corações acelerados por essa frase. As mãos suam, o sorriso amarelo começa a brotar dos labios e os olhos não despejam lágrimas por vergonha. E o pior, na maioria das vezes nao tem ninguem pra dizer 'CORTA'
Para nossa, vossa ou alegria de ninguém hoje o K'raminholas toca num assunto constrangedor para variar. Embora o blog em si ja seja constrangedor e o autor não fuja a regra, hoje falaremos daquelas situações em que sua mãe te faz desejar ser um rato ao invés de homem. Antes que uns bonitinhos comecem com aquela ladainha de que Mãe é tudo, mãe é um ser sagrado, livre de zoações leves que sejam e blá blá blá. Foda-se. Aqui em casa não funciona assim, e se isso te ofende é hora de fechar a página. 
James Bond é fichinha para algumas matriarcas soltas por aí. Porque não importa se você tenha encoberto digitais, assassinado todas as testemunhas vivas e exorcizado as mortas. Não importa que você tenha escondido o corpo e tenha feito cursos de esquartejamento com a Matsunaga (ex prostituta ninja que anda em pauta na mídia) e aulas de ocultação de cadáver com o Bruno (ex-goleiro do Flamengo). Sua mãe vai achar um jeito de te incriminar, reverter o jogo e te condenar cadeira a elétrica. Porque mãe que é mãe, também é detetive. 
O problema não é ter essas criaturinhas do bem perto de nós, claro que não! Elas são fundamentais, mas, as gerações são separadas as vezes por abismos de ideologia e criação. E tua mente tão fresca e nem por isso moderna, pode ir de encontro com a dela, que para os parâmetros em que cresceu, era adequada. É bom começar dessa premissa. 
Acho que é unanimidade a estranha obsessão que minha mãe tem por apelidos por exemplo. Puta que pariu!   Não bastou a identidade? Desde Príncipe do Egito até Pantera Negra, minha mainha tem um repertorio espalhafatoso de fazer inveja a qualquer carnavalesco. Vão dizer que nunca ouviram nenhum, das suas respectivas? 
Então como de costume criamos um ranking para classificar as situações onde nossas mamães exageram sem saber, ou por maldade mesmo: 

01 - Mães Cupido/Curiosas

Por mais que tentem exterminar, essa parece ser uma característica evolutiva da especie. Não adianta o quanto você negue, não adianta provar por "A" mais "B" que você tem um amigo/amiga do sexo oposto, é mais provável que ganhar na loteria 65494651987 vezes seguidas, do que tua mãe acreditar nisso. 

"Quem é aquela guria que você tava conversando ontem?"
"Há uma amiga ai mãe!"
"HUUM. (som irritante emitido que te faz ficar vergonha sem saber bem pelo que, e te faz justificar o que não é necessário justificar) Amiga sei! (riso de canto de boca com ares maléfico) ! ps.: caso haja platéia os risos se multiplicarão feito homossexuais e garotas estéricas em show do Restart 

Isso quando elas mesmo não te empurram sorrateiramente para as noras que você menos espera. É discreto e certeiro. Começa com um breve comentário aqui e um pratinho que tem que ser levado exclusivamente por você na casa dela. E quando você menos espera ela convida a guria para almoçar na sua casa e te faz servi-la como se ela fosse uma princesa criando um clima que você nao quer criar. E pede para você levar sobremesa para a dita cuja e finalmente o golpe de mestra. Some como uma ninja deixando você sem ali sem assunto e com uma imensidão de silencio para quebrar. É amigos. Isso é cruel. 

02 - Mães Censuradoras 

"Ah, você aceita mais um pouco de mousse Maria?"
"Não ela não aceita não minha querida, ela esta muito gordinha meu bem, assim vai ficar pra titia"


Caramba! 
 Mmararia tenho pena de você nesse momento. Vou explicar aos caros amigos do sexo masculino. Fica subentendido: "gordinha" BALOFA / "vai ficar pra titia": "ENCALHADA POR ESTAR BALOFA". 
Isso acaba com a moral de qualquer guria, ainda mais em publico.


03 - Mães usuárias de redes socais


Não basta seu celular. Ela tem que estar entre seus amigos virtuais também. Ela precisa respirar você. Foto sua? Comentário dela. Postagem sua? Comentario dela. Mudança de Status de relacionamento? Regulagem dela. Foto sua publicada com a amiguinha da escola da cidade que você morou há 17 anos. Comentários dela. Não curti isso. Privacidade não consta no dicionario dessa classe. É claro com as devidas ressalvas.


04 - Mães Contadoras de Historia


Naquele tempo em que você não decidia pelas fotos que tirava um ser te registrava em momentos cada vez menos oportunos para te torturar anos mais tarde. Do que eu to falando? Daquela sua foto com catapora só de calcinha que fica no album de familia à mostra para todos os visitantes. Daquela sua foto peladão na banheira que é posta na sala de estar como se alguem mesmo quisesse te ver dessa forma. Mas nao contentes em registrar, elas precisam perpetuar as historias:

"Ah o Carlinhos? Cresceu ne menina? Deixa eu te mostrar uma foto dele de quanto tinha 8 anos"
"Poxa é sim, olha como ta grande, deve  ta namorador esse menino, posso ver?" - Vizinha que quer ver a bagaceira
"Deixa eu ver tia, ele fala da epoca de criança com um brilho nos olhos" - Amiga do sexo oposto, a qual sua mae quer te empurrar, e e unicamente por esse motivo esta sentada no seu sofá no momento a espera de ver  você naquela situação intima
"Mãe, para com isso, vamo ver essa aqui Ó, caramba mãe você era gostosa, HAHA o que aconteceu? De quando é essa foto mesmo?" - você querendo se vingar e desviar o foco
"De 9 meses antes de você nascer" - Xeque-Mate dela

Mas você nao esta contente, você quer estar no topo. 


"Mãe por que a senhora nao faz que em a Palmirinha ou a Ana Maria Braga e inventa os pratos ao invés de 
copiar?" - Você quer dar o troco.
"Pelo mesmo motivo de você ver filme pornô e não comer ninguém" - Ela devolve com juros e correção monetária

É tenso, é sim. O K'raminholas registrou o depoimento de uma leitora especial que se dispôs a dividir uma de suas experiencias conosco. A senhorita Amanda Lorena,  dona do Blog "Patricinhas Possessivas", nosso parceiro, aceitou nosso convite. É dificil eu sei, mas tem cura, e o primeiro passo é contar, se abra, faça como a Lorena e desabafe:





"Lá estava eu, toda poderosa e me achando como sempre. Um mega salto e um vestido que modéstia parte me deixava gostosa. Aonde eu estava? Em uma festa numa cidade vizinha. Pra vocês terem noção, o local tem 6 mil habitantes, ou seja, todos se conhecem...
A festa tava boa até a minha mãe cismar em ir embora, eu estava com umas 5 amigas andando para lá e para cá. Pra ela eu tinha tomado um chá de sumiço, ou seja, eu estava aprontando alguma. Traficando ou transando loucamente, coisa que mãe pensa  --´ E foi pelo contrário, nós só estávamos andando 'na maior inocência cof cof'.
A louca continuou a me procurar, quando encontrou uma amiga dela e perguntou se ela havia me visto, ela disse que não e que estava procurando o filho dela também. Ai eu não sei porquê que aquela praga foi abrir a bentida boquinha pra dizer: 'aaaaaa, será que os dois estão juntos'? (66  E o pior é que o filho dela gostava de mim e não saia do meu pé, e como minha mãe é tão compreensiva com os meus namoros, quanto o Bolsonaro com os gays, já saiu feito louca.
Quando a bendita me achou... Já sabe o que aconteceu né?
Ela: Filha onde você estava? A mamãe estava preocupada.
O que? Não, nada disso, isso é pra mães normais. A minha mãe me lascou um tapa na cara como  numa daquelas das Globo , e sem contar os gritos que ela dava, parecendo um técnico de futebol desesperado na beira do campo. Lá foi ela, preferiu a praticidade né, e saiu me puxando pelos cabelos.
E aí, vocês acham que o show acabou? Nem começou... No dia seguinte nós fomos almoçar na casa da enteada dela, lá estava toda a família reunida, inclusive minhas amigas. Ah mais o pior foi ela começar a dissecar a minha vida como quem disseca um sapo. Mas com o tanto de coisa que ela contou sobre mim, acho que o sapo sofreria menos. E eu fiquei feito um emo, toda tristonha de tanto a galera zombar da minha cara. HAHA ' só sei que eu fiquei um bom tempo sem voltar lá viu!"


3 comentários:

  1. Muito Legal,principalmente o depoimento da Amanda.. to rindo muito aki!

    ResponderExcluir
  2. Opa valeu, olha ae Amanda, sucesso hen.

    ResponderExcluir